domingo, 26 de dezembro de 2010

Natal



Outro dia, eu, minha prima e minha avó, estávamos assistindo a um programa em que alguns atores falavam sobre o Natal. Alguns deles citaram os parentes chatos, outros a comida e, outros, os mitos natalinos - Papai Noel. Ontem, eu estava assistindo ao jornal e vi as pessoas indo para o show do "rei", Roberto Carlos. As pessoas chegavam a dizer que o RC era a vida deles, que esqueceram do Natal, da família, venderam bens, abriram mão de várias coisas, ou tudo, só para estarem ali, perto dele [RC]. Sabe quando você passa a refletir depois que vê algo que o choca? É, eu sei!
Imagine só, se as pessoas abrissem mão de tudo, esquecessem até mesmo de suas famílias, para seguir Jesus? O que é o Natal exatamente? Algumas religiões não comemoram o Natal, pois dizem que Jesus não nasceu dia 25 de dezembro. Realmente, pode até ser que Ele não tenha nascido no dia 25, mas não importa, o Natal é para comemorar o Seu nascimento, é uma data simbólica, quer dizer, era, né? Agora não passa de uma data comercial.
E, para piorar, algumas pessoas se esforçam para serem amigas, "irmãs", apenas porque é Natal e devem ser assim porque é uma data familiar. Não é assim, você deve sorrir e amar o seu próximo, sim, claro. Mas não somente no Natal. Ame todos os dias!
Meu pior defeito é a raiva. Eu detesto ficar irritada, porque, quando eu fico irritada, minha raiva me consome. Eu não sei se magoei, e se magoei, quantas pessoas deixei com marcas. Eu me odeio quando fico com raiva. Eu peço perdão a D'us quando eu me altero e falo coisas que não deveria falar. Eu consigo me controlar por muito tempo, no entanto, quando me estresso, a coisa fica feia! >.<' Eu sei que essa raiva, na maioria das vezes, só faz mal para mim, é uma idiotice, pelo menos eu acho, me desgastar com essa raiva. Fico com raiva em qualquer época do ano e, eu sei o quanto é difícil amar quem nos faz sofrer ou nos irrita, mas temos que tentar. Jesus faria isso! Aliás, D'us faz isso comigo todos os dias, quando eu fico irritada e falo bobagens, Ele fica triste comigo, mas me ama mesmo assim, e mais, tem misericórdia de mim.
Mas, voltando ao Natal, outras pessoas, se preocupam tanto com coisas materiais, que o Natal acaba virando um "nada". Um "nada", não, um bolo de dívidas. Não devemos nos preocupar tanto assim. Ano passado, eu e meus pais comemos pão com salsicha no Natal, porque estávamos com problemas financeiros. E quer saber? Eu amei! Comeria de novo se fosse preciso.
O Natal é muito mais do que pregam por aí. Há muito tempo, o nascimento de Jesus foi prefetizado, e, há muito tempo, Ele nasceu para que mais tarde pudesse nos livrar do pecado de Adão. Ele nasceu e foi nossa porta para a Salvação. E hoje? O que fazemos para sermos gratos? Esbravejamos, enganamos, mentimos, somos imorais... enfim, e quando chega o Natal, quase todos, somos hipócritas, tentando enganar a D'us. Contudo, NÃO DÁ PARA ENGANÁ-LO. Ele nos vê em cada segundo.
Eu sou pecadora e não me orgulho disso. Confesso meus pecados a D'us e ele me perdoa, mesmo sem eu merecer. Ele deu o Seu Filho por mim e por você, e eu, muitas vezes, esqueço disso e me comporto de maneira errada, e Ele, com a sua infinita misericórdia, permite que eu acorde todas as manhãs, com uma nova chance, mesmo sem eu merecer.
Talvez eu não tenha falado muito do Natal, mas espero que o que eu falei, ajude você, mesmo que seja com uma coisa mínima.
Quer saber do meu Natal esse ano? Eu fiquei atacada da rinite alérgica o dia todo, inclusive a noite, entretanto, isso não foi o fim. Eu ri, tirei fotos, amei, espirrei, rs, e me diverti com a minha família. Esse é o melhor presente que D'us poderia me dar. Sua misericórdia e minha família!
Que venha 2011 e que estejamos sempre preparados para quando Jesus voltar! :D

Obrigada e Have Fun!

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

But the cycle ends right now...



You, with your words like knives
And swords and weapons that you use against me,
You, have knocked me off my feet again,
Got me feeling like I’m nothing.
You, with your voice like nails on a chalkboard
Calling me out when I’m wounded.
You, pickin’ on the weaker man.

Well you can take me down,
With just one single blow.
But you don’t know, what you don’t know,

Someday, I’ll be living in a big old city,
And all you’re ever gonna be is mean.
Someday, I’ll be big enough so you can’t hit me,
And all you’re ever gonna be is mean.
Why you gotta be so mean?

You, with your switching sides,
And your walk by lies and your humiliation
You, have pointed out my flaws again,
As if I don’t already see them.
I walk with my head down,
Trying to block you out cause I’ll never impress you
I just wanna feel okay again.

I bet you got pushed around,
Somebody made you cold,
But the cycle ends right now,
You can’t lead me down that road,
You don’t know, what you don’t know

Someday, I’ll be, living in a big old city,
And all you’re ever gonna be is mean.
Someday, I’ll be big enough so you can’t hit me,
And all you’re ever gonna be is mean.
Why you gotta be so mean?

And I can see you years from now in a bar,
Talking over a football game,
With that same big loud opinion but,
Nobody’s listening,
Washed up and ranting about the same old bitter things,
Drunk and grumbling on about how I can’t sing.

But all you are is mean,
All you are is mean.
And a liar, and pathetic, and alone in life,
And mean, and mean, and mean, and mean

But someday, I’ll be, living in a big old city,
And all you’re ever gonna be is mean. Yeah,
Someday, I’ll be big enough so you can’t hit me,
And all you’re ever gonna be is mean.
Why you gotta be so ?
Someday, I’ll be, living in a big old city,
And all you’re ever gonna be is mean. Yeah,
Someday, I’ll be big enough so you can’t hit me,
And all you’re ever gonna be is mean.
Why you gotta be so mean?

[Mean - Taylor Swift]

Neguinha! ;D


A minha prima Corajosa, Obstinada, Realista (rs), Incrível, Nervosa (e como!) e Essencial na minha vida, é tipo, a irmã que eu nunca tive! Sabe quando você não imagina que algo pode existir e ser tão perfeito? Então, eu sei!
Eu lembro quando a Nine era pequena, maior chatinha, nossa, meu! D: keaopkeapoea. Eu nunca imaginei que, algum dia, seríamos mega hiper blaster amigas. De verdade. Parecia algo improvável, mesmo porque, eu tinha mais contato com a família da parte da minha mãe. Enfim, depois de muitos anos, começamos a nos falar, encontramos mil coisas em comum, até que um dia, fomos convocadas para sermos debutantes da nossa prima querida, a Té (*-*). Essa foi a gota que faltava pra criar um laço muito forte entre nós: AMIZADE VERDADEIRA. ("A gota que falta pra criar um laço" não fez sentido, mas o que importa é ter saúde, , minha gente? ;])
A partir disso, começamos a nos identificar cada dia mais e, paaah, viramos perfeitamente melhores amigas/primas. Aliás, pode-se dizer que somos muito mais do que primas, somos irmãs!
Dividimos desde os melhores até os piores momentos. Nos divertimos como nunca, inventamos, zuamos, agimos como adultas e, como crianças também! Conhecemos pessoas, fizemos amigos, viajamos juntas, até cantamos juntas! Lembro até, que fizemos uma campanha, é, isso mesmo. "Me leva pro show do McFly", kkkkkkkkk. Ai ai.
A Nine é tipo assim... a prima perfeita. A que me ajuda, me aconselha, me escuta, me segura quando eu vou cair, me faz rir e me deixa com medo, as vezes, o.o, keopakeaopae, brincs.. Nossa amizade pode ter começado do nada, quer dizer, não começou do nada, D'us já tinha tudo esquematizado. Estava esperando o tempo certo para nos unir e nos transformar em grandes amigas e, tenho certeza, de que se Ele quiser, seremos amigas para o resto de nossas vidas. Continuaremos rindo ou chorando, ajudando uma a outra. Estaremos preparadas para o que vier, porque a nossa irmandade não é qualquer coisa não, é DIVINA! ;D
Um dia, quando tudo parecer vazio e sem sentido, estaremos lá, para nos animar. Vamos morar perto e seremos famosas, porque vamos tocar e cantar nas ruas de São Paulo, certo, Neguinha? kaeopkeaopae.
Minha vida nunca mais foi a mesma depois que você apareceu, sua Ninet! *-* Agradeço a D'us por ter uma amiga tão especial assim! Obrigada tios, por terem feito a Nine! *-* kaeopkae.
Obrigada por existir, sua fedida! :D
Te amooooooooooooooooooooooooooooooooo, sempre e para todo o sempre! s2


Obrigada e Have Fun!

domingo, 19 de dezembro de 2010

Formatura


Dia 11/12, finalmente concluí os três anos de ensino médio! Foi emocionante, é, embora não tivesse beca (revoltante!). Enquanto eu via tudo aquilo acabar, eu me lembrei das pessoas que me viram de cara inchada durante todo aquele tempo! Haha.
Quando eu fui pro Colégio Batista, cursar a oitava série, eu o odiava com todas as minhas forças. Queria voltar para S.J. do Rio Preto de qualquer jeito! Volta Redonda era um tormento e ter que ir para a escola, sem conhecer ninguém e chegando alguns dias atrasados, era pior ainda! Fiquei doente durante 1 mês - que loucura!.
Depois de um tempo, eu fui conhecendo melhor as pessoas e fazendo amigos, os quais, me ajudaram a me adaptar aqui. A Mírian, o Leo e o Berlink! Claro que houveram outras pessoas que, com certeza, me ajudaram e me fizeram dar boas risadas, como o Lucas, a Thaísa e o Renan. Agradeci e agradeço a D'us por tê-los colocado em minha vida, sem a amizade deles, acho que o processo de adaptação teria sido muuuuuito mais longo!
Infelizmente, depois da oitava série, todos eles saíram do Colégio. Pensei que começaria tudo de novo, mais uma vez sem amigos, no colégio, e "perdida". Entretanto, não foi isso que aconteceu. Graças a D'us. Eu mantive/matenho, contato com esses amigos especiais, principalmente a Mírian, "minha melhor amiga chamada Mírian"! E o Berlink, o melhor amigo que eu encontrei quando cheguei aqui. Mas, voltando, conheci outras pessoas no primeiro ano. Essas, que realmente, fizeram uma enorme diferença.
Conheci as meninas mais incríveis e "comédias" que existem! Carol, Isa, Bia e Carla. Elas me fizeram rir "uma quantidaaaade!" (né, Isa? ;D). Se tornaram mais do que amigas, irmãs. Vou guardar cada uma no meu coração, pra sempre, e, espero que nunca percamos contato. Antes delas, eu conheci mais uma pessoa, que me fez dar altas risadas, mas era tudo culpa da "água do colégio", kaepoea, Lídia! Infelizmente, a Lí saiu do colégio no primeiro ano, mas eu sempre me lembro dela e das nossas palhaçadas.
A Carol, nossa, essa se tornou a melhor amiga no mundo todo. Com ela eu vivi os momentos mais engraçados, estranhos e, até mesmo, os tristes. Nós rimos cada minuto, viajamos, nos assustamos, zuamos, comemoramos, comentamos... muitas coisas! Essa é a minha amiga-irmã!
Tem muito mais para falar, mais pessoas que marcaram minha vida, seja com marcas muito boas ou com marcas ruins, não importa. A minha estadia em Volta Redonda, até agora, foi muito melhor do que eu esperava. Aprendi e me diverti como nunca. Fiz amizades verdadeiras e vou conservá-las para o resto da minha vida.
Enfim formados! Pensamos que iria demorar mais e ansiávamos por esse momento, agora que ele chegou, percebemos que tudo valeu a pena, vamos sentir saudade, mas... esse fim, é só o começo! ;)

(Amo vocês! :D)

Obrigada e Have Fun!


quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Final de Semana


Sabe quando você se decepciona de verdade com algo e fica tão mal, mas tão mal, que começa a chorar sem parar, daí quando você está chorando, você lembra de outras coisas e junta tudo... pá! Então você não consegue parar mais...? Pois é, eu sei! :)

Esse fim de semana, eu fui para São Paulo para prestar vestibular para a Fuvest, no entanto, não foi bem isso que aconteceu! Aqui em Volta Redonda, eu e minha mãe pegamos o endereço errado do local da prova - mas até então não sabíamos que estava errado. Fomos para o lugar errado e, chegando lá, descobrimos que não era ali que eu faria prova. Saímos correndo de lá, na esperança de conseguir chegar a tempo ao lugar certo. Durante o trajeto em busca do local certo, já comecei a ficar desesperada e chorar, com vontade de vomitar... enfim, essas coisas que as pessoas tem quando ficam nervosas. Por fim, não conseguimos chegar lá, chegamos 13:20h e começava 13h. Vivi o que via pela TV, mas não, não chorei na porta, esperei chegar no carro, rs.

Meus pais ficaram muito tristes também, havíamos decidido, antes do ocorrido, ficar até segunda em Sampa, mas meus pais resolveram vir embora. Contudo, antes de virmos, assistimos o culto na igreja dos meus primos e, uaaau, ajudou muito! De verdade! O pastor falou para não desanimarmos e entregarmos para D'us as coisas que nos afligem. Depois do culto, fomos para outra igreja, a igreja aonde nós frequentavamos quando morávamos em São Paulo. Foi mega bom ter ido lá. Encontrei o pastor mais maravilhoso e legal do mundo todo, o que me apresentou e vai me batizar (Pr. Eli Fernandes)! :D

Era lançamento do CD de um casal, Eduardo&Silvana, eles são muito bons, viu! Mas, continuando... Tudo isso foi tão maravilhoso, e confortante, que me senti melhor. Bem melhor! ^^ Eu poderia ficar falando das músicas do casal, que são muito boas e cheias de conteúdo. Eu nunca vi alguém fazer um agudo tão doido quanto o da Silvana! Gente, uma coisa impressionante! Mas, prosseguindo... o.o' Depois das igrejas, fomos comer algo e já estávamos beeeeeeeem melhor. Viajamos e chegamos aqui por volta das 3h.

Bem, essa viagem, poderia ter sido perdida, mas não foi bem assim. D'us nos proporcionou coisas maravilhosas. Eu fico muito grata por tudo isso. Ganhei uma câmera (êeee!), me diverti muito com meus primos (Corine e Yuri). Fui na igreja onde eu não ia desde os 3 anos! Ganhei três CD's super legais, e, quando cheguei aqui, meu irmão de São Paulo (Anderson *-*), me ligou para saber como eu estava! Olha que lindo! Não tenho do que reclamar. D'us fez muito mais por mim do que eu merecia, aliás, Ele faz, todos os dias, muito mais do que mereço!

Ah, tem mais uma coisa boa, finalmente concluí meu projeto final, o apresentei ontem de tarde!Uffa! Bem... só pra terminar... "Sou do Aba e Ele é meu!"

Não desanimem quando tudo parecer perdido, esperem só um pouquinho, questão de minutos, e D'us vai te fazer uma SURPRESAAAAAA!



Obrigada e Have Fun!

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Dois dias! - Parte 2.

Quinta-feira, como já havíamos começado o PSS (Projeto Saindo do Sedentarismo), fui caminhar com a Cindy, novamente. O mapa do meu bairro é bem parecido com uma ferradura, pode colocar no Google Maps se você quiser, Volta Redonda(RJ) - Rustico, sabe, pra ter uma noção melhor. E nessa "ferradura", uma das partes maiores, é a minha rua. Andamos ela inteira, e fomos até a Rua 4 (é bem abaixo do meu bairro), só que resolvi que poderíamos subir uma SUBIDONA, a do Bela Vista (outro bairro). Pra quê?! Chegamos no Bela Vista mortas, fomos direto para a pracinha e enquanto eu descansava, sentada, a Cindy deitou. Ficamos um bom tempo "vegetando", até que apareceu um cachorro, o dobro do tamanho da Cindy, e ela começou a latir, logo, deduzi que ela já estava mais do que descansada e era hora de voltar para casa. Demos mais uma volta em um dos quarteirões do Bela e então começamos a fazer o caminho para casa, um mais perto e menos cansativo!
No entanto, a Cindy, para ajudar, debaixo de um sol escaldante, resolveu "empacar". É, ela, simplesmente, parou! Não andava de jeito nenhum, e eu, como uma ótima dona, peguei ela no colo e vim andando pra casa. O resultado foi esse:
Eu morta e ela folgada!

Mas caaalma, essa história não acaba assim, não. Durante o resto da tarde a Cindy "descadeirou". Não conseguiu ficar de pé. Deu até pena, coitada. Acho que pegamos pesado nessa super caminhada, e, como ela não melhorava com o tempo, eu e minha mãe resolvemos procurar na internet algum tipo de doença de cães que causa paralisia ou algo do tipo. Observem, e podem rir, se quiserem (quem conhece a Cindy pessoalmente vai ser mais fácil cair na gargalhada):
- Um cão que está indisposto faz tudo para convencer seu dono de que está bem.
(pois é, a Cindy não mede esforços pra dizer que NÃO está bem)
- Você precisará de um olho clínico e boas habilidades de observação para perceber alguma das pistas mais sutis.
(a Cindy nos poupa disso!)
- Normalmente, sabemos que nosso cão está se sentindo bem quando se atira na comida.
(mesmo quando ela não está bem se atira na comida, de cabeça e tudo mais!)

Não é irônico a Cindy contradizer especialistas na área veterinária?? kkkkkk.
Ai ai, mas, voltando, a história era pra acabar aqui, contudo, eu dei uma pausa enquanto estava escrevendo sobre os "Dois Dias", para levar a Cindy ao hotel, nós vamos viajar e ela vai ficar lá, e, vou ter que colocar essa parte da história aqui também! (Considerem isso como "um plus a mais", sacou?)
Eu e meu pai chegamos lá, e o veterinário dela pediu que eu a colocasse no chão, para ele ver como ela estava e tal... Só que, quando eu a coloquei no chão, meu pai foi até o carro pegar a ração dela e fechou a porta - de VIDRO. Que dó! Ela foi com tudo atrás dele e PAAAAAH, bateu de frente na porta. Ela até parecia melhor, agora deve estar com dor de cabeça! kkkkk.
A Cindy se recuperou muito bem da cirurgia e tem nos feito rir cada dia mais! Ela é uma comilona, preguiçosa e sem vergonha, e eu agradeço a D'us por ter permitido que a Cindy entrasse em nossa família! :D
Quanto a ressonância, com certeza, vai ser algo pra rir, e evitar, para sempre!

Obrigada e Have Fun!

Dois dias! - Parte 1.


Nossa, sabe quando você se sente totalmente vulnerável a ponto de fazer coisas ridículas? Então... eu sei! Haha. Quarta e quinta-feira, foram, com certeza, dias muito peculiares! Quarta-feira eu tive que fazer um exame de ressonância magnética (não é nada grave!), então, fui super animada, afinal, uma nova experiência! No entanto, acho que fiquei tão nervosa, mesmo sem perceber, que a enfermeira me disse pra colocar a camisola com o aberto para frente e eu coloquei para trás! --' kkkk. Depois eu troquei, ok? Daí, ela aplicou contraste na minha veia, ficou surpresa porque eu não tenho nervoso de ver os outros furando meu braço... tá, né... :). Tudo ok, meu braço ficou com tanta coisa presa, que me senti como se estivesse de gesso, não que eu já tenha usado e sei como é, mas ele ficou todo imóvel, se é que me entendem... Cheguei na sala de ressonância, me colocaram na cama, prenderam minha cabeça numa grade lá, me cobriram e me deram uma bolinha. O mais engraçado sobre a bolinha, é que eu pensei que fosse pra relaxar, tipo, ficar apertando pra não pensar que você está dentro de um buraco, todo preso! Pois é, não era bem essa a sua função...
Quando estavam me colocando dentro daquela "máquina do tempo", eu lembrei que tinha claustrofobia¹, parece estranho falar que "lembrei que tenho claustrofobia", mas é que isso não é uma coisa que me incomoda com frequência e, para mim, foi o suficiente pra esquecer que ela existe. Não medi esforços para começar a apertar a bolinha para buscar a "essência do relaxamento", foi engraçado, porque a enfermeira apareceu do nada, parando a máquina, e me perguntando o que tinha de errado. Eu disse pra ela do meu "probleminha" e ela me disse que minha mãe ficaria ali perto. Tá, ok! Mas, o que isso ajudaria?? o.o' Eu queria sair daquele buraco o mais rápido possível. O ar foi sumindo e então eu comecei a cantarolar uma música que minha tia-avó cantava pra minha mãe. Ela é mais ou menos assim:
"Finda-se este dia, que meu Pai me deu
Sombras vespertinas cobrem já os céus,
Oh, Jesus bendito, se comigo estás,
Eu não temo a noite, vou dormir em paz.
Pelos meus pecados, eu Te entristeci,
mas perdão te peço, por amor a Ti,
sou humano e fraco, livra-me do mal,
e seguro tenho sono e paz real..."

(Acabei de descobrir que o João Alexandre canta essa música, então quem quiser baixar... Ela é muito bonita e me acalma, de verdade! "Finda-se este dia")
Daí começou um barulho alto, o que me ajudou a ficar mais calma, é, eu sei, é bem bizarro ficar calmo com barulhos, mas desde pequena gosto de barulhos. Tá, mas não foi só isso que aconteceu. O médico me mandou ficar quieta e parar de me mexer! kkkkkk. Quando eu estava me acostumando, acabou. Que horror, não desejo isso pra ninguém! Sério!
Voltando pra casa, eu fui passear com a Cindy, lembram-se dela ainda, né? Aquela preguiçosa! Ela é muito sedentária e resolvi que poderíamos mudar essa situação, não somente para ela, para mim também. Foi divertido demais e nem me cansei muito, quanto a ela... vai saber, né! kkkk.

¹A claustrofobia é a fobia que se caracteriza pela aversão ao confinamento.

Obrigada e Have Fun!

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Palavras... Palabras... Words...


Decepção é... decepcionante!
Você passa tanto tempo com uma pessoa, confia nela, um pouco ou inteiramente. Respira e pensa nela, passa tanto tempo se preocupando com ela e de repente, puff, tudo isso some.
Nós não podemos nunca afirmar que conhecemos uma pessoa, porque todas as pessoas tem várias faces. A face da escola, a face com os pais, a face com o namorado e a face com os amigos. Mas calma, isso não quer dizer que a pessoa seja falsa, pode ser que para cada ocasião, realmente, devemos ter posturas diferentes.
No último ano eu conheci muitas pessoas. Conheci uma que realmente fez com que meu mundo girasse. Eu aprendi muitas coisas com ela e espero ter ensinado também. Durante muito tempo, confiei nela e contei as coisas que me afligiam. Dividi momentos difíceis e alegres. Tudo ótimo! Não estou dizendo que por causa de uma simples coisa, tudo isso foi apagado, porque eu sei que a pessoa maravilhosa que eu conheci, não morreu, ela pode ser ofuscada por outras faces, mas eu sei que ela continua lá.
O ponto é, por mais que as pessoas sejam, ou aparentam, ser boas para conosco, nem sempre é isso mesmo. Talvez, a culpa nem seja delas, mas não importa. Importa é que não deixemos de ouvir o Espírito Santo e, por favor, não use D'us como desculpa para algo que não tem coragem de enfrentar ou dizer, D'us sempre vai estar com você. Mas isso não lhe dá o direito de usá-Lo, se é que me entende.
Eu sei que vou sentir muita saudade das coisas boas, das lembranças que ficam na parte especial no meu coração. Contudo, "palavras" podem deixar cicatrizes profundas. É igual a história do menino e a tábua. Sempre que o menino sentia raiva, seu pai lhe pedia que pregasse um prego numa tábua. Assim o fez. Depois de muito tempo, o menino aprendeu a controlar sua raiva, e o pai pediu que ele retirasse os pregos. Ele retirou e o pai disse: "Viu só como a tábua ficou cheia de marcas e furos? Assim ficou também, o coração das pessoas que você magoou".
Pois é. As palavras tem poder, portanto, cuidado com o que você diz.

Obrigada e Have Fun!

domingo, 17 de outubro de 2010

Lanterna


"Jesus continuou: - Ninguém acende uma lamparina para pôr num lugar escondido ou debaixo de um cesto. Ao contrário, ela é colocada no lugar próprio, para que os que entrarem na casa possam enxergar tudo bem." Lucas 11: 33.

Eu moro num bairro em que, toda vez que chove, seja um chuvisco, acaba a energia! Sim, uma loucura, mas fazer o que, ? Mas então, quando a luz vai embora, o primeiro que estiver mais próximo da lanterna acende e vai encontrar os outros, seja onde estiverem. E, embora a lanterna não seja grande, sua luz invade o cômodo como se estivesse com a lâmpada acesa.
O que eu tenho para dizer hoje, não é grande e nem complexo. É assim na nossa vida também. O mundo em que vivemos prefere ficar no escuro, mesmo sabendo que existem lanternas. Nosso papel, como cristãos, é levar a lanterna aonde está escuro e iluminar o caminho dessas pessoas até que a Luz maior volte, e, estando todos com as pequenas lanternas - mas que iluminam muito - ninguém corre o risco de se machucar no escuro ou de ficar perdido.
É muito difícil, às vezes, aceitar que você tem uma lanterna e que deve usá-la. Muitas vezes, escolhemos ficar no escuro porque é mais cômodo do que levantar e pegar sua lanterna. No entanto, "todas as coisas me são lícitas, mas nem todas me convêm" (I Coríntios 6:12). Esse versículo se aplica perfeitamente ao assunto, ninguém é obrigado a acender sua lanterna e iluminar o caminho certo, mas isso não significa que ficar no escuro é a melhor opção. É assim conosco e com D'us também. D'us nos deu o livre arbítrio para que escolhessemos o que quisermos, contudo, minhas escolhas me levarão para algum destino e, talvez, elas não me levem a um destino agradável.
Somos pecadores. Pecamos todos os dias e todos os dias D'us renova nossa vida, porque Sua misericórdia é infindável. Mas, precisamos confessar nossos pecados e nos arrependermos. E devemos manter nossa lanterna ligada quando estiver tudo escuro, não só para nós mesmos, mas para outras pessoas também.


Obrigada e Have Fun!

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Mas que embrulho bonito!


"Lembra-te do teu Criador nos dias da tua mocidade, antes que venham os maus dias, e cheguem os anos em que dirás: Não tenho prazer neles." Eclesiastes 12:1.

Quando somos pequenos, não precisamos nos preocupar com nada, nossos pais se preocupam por nós, no entanto, chega o dia em que começamos a responder pelos nossos próprios atos, daí a coisa "pega", principalmente se você não tem nem ideia do que está fazendo ou porque está fazendo.
Muitas vezes, nós, jovens e adolescentes, agimos por impulso. O que pode não ser a melhor alternativa, aliás, não é a melhor alternativa, afinal, quando agimos sem pensar, acabamos nos machucando, não só a nós, mas a outras pessoas também. É nesse "agir impulsivo" que surgem as famosas "histórias para contar aos netos", e essas histórias vão também para o arquivo da nossa vida, chamado "minhas merdas" (perdão pela palavra).
Esse arquivo costuma ser gigantesco... O maior da nossa vida. Eu não sinto orgulho disso, você sente? Quando jovens, nossos pais, com certeza aprontaram suas loucuras também e se eles nos alertam sobre algumas coisas é que já conhecem o final, e o que fazemos? Não ligamos. Preferimos sofrer com a nossa experiência e quebrar a cara, o que, algumas vezes, não tem conserto. Ahh, existem os pais que não alertam os filhos porque pensam serem "descolados" desse jeito, mas NÃO são, são estúpidos e egoístas, mas deixemos isso pra outro post...
A grande pergunta aqui é: Você vive para o quê? Você tem que ter algo pelo que viver... Alguns vivem pela música, outros pela família, outros pelo trabalho, ou até mesmo por alguém, seja esse famoso ou não. Contudo, você sabe pelo que realmente vale a pena viver? Eu sei, e sei também, que algumas vezes abro a mão disso pra viver coisas que são passageiras, mas acabo me lembrando de que "D'us amou o mundo de tal maneira, que deu seu filho unigênito, para que todo aquele que Nele crê, não pereça, mas tenha Vida Eterna!", e volto para o caminho certo.
Costuma ser assim constantemente, até que você perceba que o melhor caminho é o que D'us te mostra todos os dias... É, aquelas placas que são ignoradas, então, elas te levam por caminhos maravilhosos e seu destino é mais maravilhoso ainda! D'us tem batido todos os dias na sua porta, basta apenas abrí-la. Sabe, um dia, vamos olhar para trás e perceber que nem tudo que fizemos valeu a pena, entretanto, podemos mudar isso e fazer com que cada coisa valha MUITO a pena! Não nos contaminemos pelas coisas ruins que o mundo tem pregado como boas. Essas coisas vem com uma embalagem muito bonita e até com um gosto muito bom, porém, depois que experimentamos, vemos o estrago que fez ao nosso estômago.


Obrigada e Have Fun!

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Prestando atençao...


Já foram em algum lugar onde alguém falava incessantemente e você quase dormiu ou ficou "viajando"? Então... isso sempre acontecia comigo, principalmente quando eu ia na igreja ou nas assembléias do meu colégio, só que, de uns tempos pra cá, eu comecei a prestar mais atenção, talvez prestar atenção, no que essas pessoas diziam.
Na maioria das vezes eu pensava: "bom, como não prestei atenção, só sei metade do que ele disse, não vou criticar e nem me importar", pois é, prestar atenção nas pessoas é realmente algo muito bom de se fazer, além de educado, você pode comentar sobre o assunto depois, an an?
Lá estava eu, domingo re-retrasado na igreja e, resolvi que naquele dia prestaria atenção ao que o pastor estava dizendo. Me serviu como uma luva, creio já ter comentado sobre isso aqui na outra post.. Logo, como a mensagem havia sido boa, decidi que também prestaria atenção no outro domingo, o retrasado, eu o fiz, foi melhor ainda! Não era o pastor que estava pregando. Um jovem do RJ, muito corajoso, diga-se por passagem. Disse coisas que eu já citei também. Domingo passado, meu professor foi pregar... Não poderia perder isso por nada, eu já o havia visto pregando antes, no meu colégio, mas pensei que poderia ser interessante vê-lo pregar para uma igreja inteira, não apenas para adolescentes, para adultos também! Começou então... No começo da pregação eu não entendi muito bem, ele estava falando sobre o hotel em que ficou e depois sobre ovos e bacon... Depois ele citou Daniel e falou sobre se posicionar... teria sido uma ótima pregação se ele, no meio da pregação não tivesse citado coisas estupidas como um trecho da música "A Dois Passos do Paraíso - Blitz", como um momento para "quebrar o gelo", coooooooomo assim? Desculpa, mas, em uma pregação séria não "rola" essa "parada" de "quebrar o gelo", ainda mais com esse tipo de música, depois ele falou sobre a frase da propaganda de uma cerveja... Entendem, não quero que ele se sinta mal se algum dia chegar a ler isso mas, pessoas assim, se dizem religiosas, fazem seminário, pregam para as outras, são divertidas e nem percebem que estão manchadas com as coisas sujas do mundo. Pior, carregam isso com si, como se fosse algo normal. São "pastores" como esses que deixam suas "ovelhas" seguirem em direção aos "lobos". Como posso guiar alguém se mal consigo ME guiar? Tem mais, no final, meu pai foi falar com ele sobre a pregação, elogiar e acrescentar, e ele foi totalmente ignorante, usando um termo como "vou embora, pois não quero sair da graça", isso após ter chamado a mulher do pastor, pff, oooora, irmão, seja cristão! Estou farta desse tipo de coisa e desse tipo de pessoa. Não consigo entender por que as pessoas gastam tanto tempo se enchendo de religião e se esquecendo do cristianismo... Por que?
Precisamos orar para D'us nos livrar de nós mesmos, da nossa prepotência e da religião que os homens fazem questão de ostentar como se a igreja fosse uma empresa ou um clube, onde os que enxergam a verdade, não tem vez!


Obrigada e Have Fun!

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Tem Alguém Chamando!


"Então veio o SENHOR, e pôs-se ali, e chamou como das outras vezes: Samuel, Samuel. E disse Samuel: Fala, porque o teu servo ouve." 1 Samuel 3:10.

Ontem fui ao prédio religioso, mais conhecido como igreja, e, um pastor do RJ que ia pregar. Ele começou citando Samuel (o trecho aí em cima), e o que ele disse foi: que não importa quantas vezes nós não percebamos, D'us vai continuar nos chamando. Os Escolhidos de D'us podem até ser enganados, mas Ele jamais deixará de chamá-los para voltar a Luz.
Nessas férias, minha prima viajou comigo e com a minha família e depois ela veio passar a última semana aqui, conversamos muito e trocamos muitas experiências, embora ela seja mais nova do que eu, me admira ter muito mais maturidade do que muitos. Foi realmente muito divertido tê-la aqui e, confesso, algumas vezes, ter ficado irritada com algumas coisas que ela disse (foi mal, Nine! kk'), mas, eu fiquei irritada porque não estava vendo as coisas com clareza e, por mais que o que ela me dissesse fizesse sentido, eu não queria enxergar, entretanto, D'us a usou para me abrir os olhos em relação a muitas coisas. Agradeço a Ele por isso e peço que continue abençoando a vida da minha prima, porque ela, com certeza, é uma amiga de ouro!
As férias foram cheias de surpresas, aparentemente, nem todas foram boas... Contudo, olhando com "olhos críticos espiritualmente", foram mudanças significativas para uma vida plena ao lado de Cristo. Discuti com alguns amigos, por motivos que prefiro não expor, e, com isso D'us me abriu os olhos para muitas coisas e me deu oportunidades muito boas de falar sobre Seu amor e a Salvação. Durante esse período, eu e meus pais estávamos lendo a bíblia e lá dizia que, as vezes, D'us fecha os olhos e o coração de algumas pessoas. Fiquei tentando imaginar o 'por que' disso, afinal, não seria justo se todos pudessem ver e sentir a Verdade? Entretanto, me lembrei que D'us tem seus Escolhidos, mas, de forma alguma eu deveria deixar de tentar salvar quem eu amo. Sei que não sou eu que salva, e sim o amor de Cristo, mas, acredito que, algum dia, por meio das palavras que o Espírito Santo expressa através da minha boca, posso ser útil para alguém. Esse versículo de Samuel, "serviu como uma luva", para o que eu estava tentando entender a semana toda.
Voltando ao assunto do pastor do RJ, foi muito corajoso da parte dele falar algumas verdades que a religião precisa entender, como "adorar não é cantar e ler a bíblia, não necessariamente. Adorar é viver, é o que você faz para agradar a D'us". Muitas pessoas continuam sendo cegadas pela religião, mas, como dito antes, D'us continua chamando e só basta dizer, e se conscientizar: "Fala, porque o teu servo ouve"!
Não desistam, continuem firmes... Eu sou uma prova viva de que D'us realmente nos chama quando percebe que estamos indo pelo lado errado. Ele tem me orientado e só depende de mim responder quando Ele fala comigo. Ore para que D'us abra seus olhos e seu coração, não permitindo que você vá para uma armadilha ou se meta em encrencas por causa das suas amizades. As amizades nos influenciam... Mas depois eu falo disso! ;)


Obrigada e Have Fun!


terça-feira, 13 de julho de 2010

"Pobre Elisa"


Li um artigo do Pr. Isaltino, que foi pastor da minha mãe na juventude, sobre a Eliza. As palavras dele expressam exatamente o que eu penso, portanto, aí vai:


"POBRE ELISA…

Elisa é uma jovem que teria sido morta, e o principal suspeito é o goleiro do Flamengo, Bruno. Quando escrevo, ainda não se achou o corpo e Bruno não confessou o crime. Não emito opinião se ele é culpado ou não. Não sou investigador ou juiz. Sei o que saiu na mídia, o que não ajuda. Os repórteres são confusos nas perguntas, falam mal, cheios de “é”, ahn”, como um locutor da Band, que não emite uma frase corrida, além de ser discursivo e repetitivo.

A moça não tem culpa, caso tenha sido assassinada, de sua própria morte. Mas caiu na ilusão de tanta gente, a da visibilidade. É pensar que, por aparecer na mídia, uma pessoa é mais importante ou melhor que outras. A revista “Veja” trouxe uma reportagem de oito páginas, em que o apelido de “Maria chuteira”, caçadora de jogadores de futebol, lhe é associado. São moças que procuram jogadores famosos.

Nos anos sessentas, Andy Warhol, pai do movimento pop, disse que “no futuro, todos seriam famosos por quinze minutos”. A busca desses quinze minutos orienta a vida de muita gente. E ligar-se a quem obteve os quinze minutos se torna o alvo de outros. Vi um programa de auditório em que uma menina de uns sete anos foi produzida para parecer uma mulher fatal, e dançou uma música muito sensual. Numa adulta seria lascivo. Numa menina era chocante. Pior foi a palavra da mãe: “Pra filha aparecer na tevê vale tudo”. Lamentável declaração de uma pessoa que deveria proteger sua filha e não expô-la como mercadoria para tarados. A mãe sexificou sua filha para mostrá-la como coisa, na televisão.

É a ditadura da visibilidade, o apelo da ilusória fama visual, numa sociedade fútil e sem valores. As pessoas se guiam pelo visual, pela popularização de seu nome, mais que pelo caráter. Uma jovem deveria buscar como esposo alguém de caráter, um jovem decente. Um rapaz deveria procurar uma jovem com quem pudesse construir laços de relacionamento sólidos para edificarem uma vida feliz. Mas no mundo atual, a felicidade está no dinheiro, na fama, na curtição. Ou, como na festa em que Bruno e Elisa se conheceram, em “uma orgia”.

Os jovens precisam nutrir uma consciência mais séria da vida. Isto não significa agirem como “velhos”, mas compreender que a vida não é como a televisão e a “Caras” mostram. Só se vive uma vez e desperdiçar tempo com valores fúteis não traz realização. Construir um futuro demanda bom senso e visão correta da vida.

O evangelho de Jesus é uma chamada a viver bem. É mais que gritar num culto e almejar bênçãos materiais. É ter compreensão da vida, buscar a Deus, firmar-se em valores que a sociedade chama de “caretas”, mas que trazem equilíbrio e discernimento espiritual e moral. A Bíblia ensina a viver e, numa igreja sadia, um jovem sempre será bem orientado para viver.

Alguém dirá que esta palavra é ultrapassada e cheira a naftalina. Mas o cheiro de naftalina é melhor que cheiro de cravo de defunto. Recusar valores e orientação em nome de um progresso, que por vezes é um eufemismo para o “liberou geral”, não é atitude sábia. Livrar-se de valores morais em busca da felicidade (?) não é bandeira. É mortalha. A pobre Elisa descobriu isso. Tardiamente.

Não se perca. Busque orientação segura para sua vida. Não procure fama. Procure caráter. Fique com Deus, não com o mundo.

Pr. Isaltino"


É isso aí, gente! Só uma coisa a acrescentar: "Quem vê cara, não vê coração"

Obrigada e Have Fun!

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Reviver!


Reviver...
Semana passada eu contei que a Cindy estava muito mal e poderia morrer a qualquer instante, no entanto, ela melhorou! Graças a D'us! Foi um milagre... acredito nisso, porque pedi pra D'us cuidar dela. Confiei!
Quinta-feira, 24 de junho, a Cindy foi para a Clínica Veterinária ser internada e em seguida operada. Fiquei muuuuuito preocupada, chorei demais e meus nervos ficaram a "flor da pele", entretanto, no fim do dia, ligamos para lá para saber notícias dela e, com muita felicidade, ficamos sabendo que ela reagiu muito bem a cirurgia e estava animadinha já! Tiraram o mal que estava dentro dela, aquele tumor, foi jogado fora.
Do mesmo jeito que aquele tumor estava fazendo mal pra Cindy, "tumores", as vezes, nos fazem mal também, ainda mais quando deixamos que eles cresçam cada vez mais e não "ligamos" e, com essa negligencia, podemos acabar morrendo. Esses "tumores", muitas vezes surgem sem que sequer percebamos, vão nos destruindo, lentamente e com um silêncio mortal, contudo, não precisamos, necessariamente, morrer, podemos procurar ajuda. Aonde? Na melhor Clínica, onde está o melhor Médico. Da mesma forma como os veterinários operaram e retiraram o tumor da Cindy, Jesus pode nos "operar" e retirar o tumor que nos destrói. A única coisa que precisamos fazer é pedir que Ele nos ajude e, com certeza, Ele não medirá esforços para isso. Só Ele pode nos livrar da morte e nos trazer de volta a Vida.
Agradeço a D'us todos os dias pelas bençãos e livrações que Ele me dá, agradeço também a sua infinita Misericórdia e sua Cura sem fim. Sei que, contando com Ele, por mais que eu adoeça, posso melhorar, porque "Tudo posso Naquele que me fortalece." Filipenses 4:13

Obrigada e Have Fun!

segunda-feira, 21 de junho de 2010

Cindy!


Morte...
Algo absoluto. Fechar os olhos e não abrí-los mais, parar de respirar, o coração parar de bater. Lentamente. Dor ou não. Morte.
Com 8 anos de idade ganhei a minha melhor amiga, Cindy. Uma poodlezinha preta muito esperta. Foi amor a primeira vista, se é que me entendem... Ela me escolheu e eu a escolhi. Recíproco. Lembro como se fosse ontem, eu e meu pai indo buscá-la no Mercadão Municipal de Jundiaí. Tão pequena, tão frágil... Ela corria, corria, corria, então se cansava e ia dormir. Eu a colocava no sol. E ela, simplesmente, confiava...
Mês que vem faz 9 anos que ela entrou pra família. Cada ano ela aumenta minha felicidade. Sempre fui filha única e, com a chegada da Cindy, era como se eu tivesse uma irmãzinha. Eu cresci e ela envelheceu. A Cindy nunca cruzou, o que resultou em uma doença chamada Piometra. Resumindo, uma infecção no útero. Foi piorando cada vez mais e, atualmente, a Cindy já não tem interagido conosco como antes. Sempre foi uma "esfomeadinha" e agora não quer comer. Não balança mais o rabinho e quase não consegue andar direito. Talvez tenhamos que sacrificá-la...
Uma vez, um garrafão de suco de uva explodiu em casa e feriu a Cindy. Percebi que ela estava sangrando e entrei em pânico, ela, no entanto, estava calma, como se soubesse que ficando tranquila poderia nos tranquilizar também. Na ocasião, cheguei a pedir pra D'us que a levasse, porque eu não queria que ela sofresse. Entretanto, ela escapou dessa "sã e salva"! Eu sei que pode parecer cruel, mas, agora, prefiro que ela morra ao ficar sofrendo... Vai doer em mim, aliás, já está doendo. Não consigo falar sobre isso sem chorar. É como se ela fosse da família, quer dizer, ela é da família e, me sinto como se estivesse perdendo um pedaço de mim.
Eu sabia que esse dia chegaria, mas ele chegou rápido demais! Minha mãe tem me falado sempre que a Cindy nos deu alegria em todos esses anos, o que é verdade, mas, agora está morrendo... É a ordem natural das coisas. Nascer, viver, morrer. Contudo, a minha mensagem é exatamente o que a minha mãe me disse: "D'us a criou e vai cuidar dela."
O sofrimento nos causa dor, mas também nos faz crescer. Jamais me esquecerei da Cindy e, se me perguntarem se quando eu tiver filhos, eles quiserem um cachorro, se eu vou deixar, mas é claro. É uma boa experiência. A perda, nada mais é do que mais um passo para o amadurecimento. Eu sei que vou sofrer quando ela se for, mas sei também que D'us sabe o que faz e, se Ele criou as coisas desse modo, não pode ser ruim. O melhor que posso fazer e, não somente eu, é:
"Direi do Senhor: Ele é o meu D'us, o meu refúgio, a minha fortaleza, e Nele CONFIAREI."
Salmo 91:2.

- Confiar!
Trarei notícias da Cindy em breve!

Obrigada e Have Fun!



quinta-feira, 17 de junho de 2010

Você consegue! ;)


"Insensato, esta noite pedirão a tua alma; e o que tens preparado, para quem será?" Lucas 12:20

Insensatos... é o que nós somos na maior parte do tempo!
No carnaval, fui para um acampamento em São Paulo, da igreja dos meus primos. Lá, pude perceber muitas coisas e conseguir respostas para muitas perguntas também, fiz promessas e tive a certeza de que seria impossível eu me afastar de D'us. Contudo, um amigo meu, na viagem de volta, me falou o seguinte: "As suas atitudes devem ser tomadas com seriedade não por entusiasmo. Você tem que ter consciência disso". Realmente... quando eu estava no acampamento, tudo parecia fácil. Bastou 1 mês de volta para eu lembrar de como é difícil ser cristã e viver uma vida santa ao lado de Cristo.
Isso acontece com muitas pessoas. Vão para acampamentos, retiros... voltam cheios de planos e "mudados", mas, se a mudança não for no coração... voltam a ser como eram antes. Aprendi muito nesse acampamento, fiz amigos e acreditei que poderia mudar radicalmente! A cada dia eu percebo o quanto é fácil me desviar do Caminho Certo. Me esqueço de deixar que Jesus seja "lâmpada para os meus pés e luz para meus caminhos". Sinceramente? As vezes não tenho nem vontade de escrever aqui, sabendo que estou sendo hipócrita. Fico imaginando... será só comigo isso ou acontece com outros também??? Quantas vezes eu tive a oportunidade de me posicionar e não me posicionei... Peço todos os dias para de D'us me livre de mim mesma, da minha natureza humana... não quero alimentar minha natureza e deixá-la mais forte, entretanto, sei como ela fica quando está "com fome".
Minha mensagem hoje é simples e objetiva: Coragem! Não estamos sozinhos... eu sei que é difícil. Mesmo sabendo disso, eu, às vezes, me esqueço. Porém, não devemos desistir!


Obrigada e Have Fun!

segunda-feira, 31 de maio de 2010

Não Larga Essa!


Oláaaaa! Foi mal, gente, eu não abandonei o blog! >.<'
É que as vezes temos muita vontade de fazer algo e nos empenhamos pra caramba, e outras, ficamos desanimados e decidimos deixar pra lá, pelo menos por um tempo... Não, eu não esqueci do Diário! hehe :)
Mas então, voltando ao que eu estava dizendo... Nós nos empenhamos muito em fazer algo que nos anima, pode ser algo novo ou não, mas estamos lá, prontos para fazer qualquer coisa por aquilo! Esses dias eu tenho pensado muito nas coisas, até fiz um "poeminha", na cabeça, então, nem me lembro mais! Enfim, o poema se referia a minha "bipolaridade". Calma, pessoal, não tenho transtorno bipolar. Minha bipolaridade é meu dia-a-dia, minha luta comigo mesmo. Usei outros assuntos nesse poeminha também, mas, percebi que esse era o grande problema na "bipolaridade". Fiz muitas perguntas a mim mesma. Tenho a mania de falar sozinha, principalmente em frente a um espelho. Acho que isso é resultado de muitos anos sendo filha única! kkk, brincadeira! ;) Como eu estava dizendo, eu não consigo aceitar que mesmo sabendo da verdade e de tudo o que é bom pra mim, eu insisto em ficar ressuscitando a minha natureza humana, a fortalecendo, e o pior, me esquecendo das coisas com que eu realmente deveria me preocupar. (Hoje é um texto de desabafo... vocês perceberam, não é?!)
Eu tenho colocado coisas em primeiro lugar coisas que não são tão importantes quanto D'us, na verdade, nem são importantes comparadas a Ele. Me envergonho disso, mas não nego a verdade: sou pecadora. Me envergonho de ser pecadora. Meu desejo é matar total e completamente essa maldita natureza humana e deixar que o Espírito Santo me controle! É difícil, ainda mais quando se está rodeada de pessoas que não se importam com D'us ou Jesus, ou com qualquer coisa relacionada ao Verdadeiro Cristianismo. Talvez, pra tentar não criar conflitos, eu me expresse mal e acabe passando uma imagem errada do que eu penso. Devemos ser influencias e não influenciados. Alguns dos meus amigos mais divertidos, muitas vezes, não se importam com esse tipo de coisa, mas me respeitam. "Na boa", de que adianta me respeitar se toda vez que alguém falar sobre religião surgir uma discussão em que cada um defende seu ponto de vista, não abaixando a guarda nem por dez segundos?! (Ah, desculpa... é um desabafo, sim! >.<')
Eu queria ser alguém melhor, eu tento me esforçar pra ser melhor, entretanto, sei que não posso conseguir sozinha. Peço a D'us todos os dias sabedoria e perdão pelos meus pecados, e, Ele é tão bom, que me perdoa e me dá outra chance mesmo eu não merecendo! E mais, Ele não faz isso só comigo, faz com todos nós!
O fato de alguns amigos meus terem crenças diferentes que eu, implica em algumas brincadeiras que acabam, de certa forma, confundindo tudo e me deixando parecer como se eu fosse como qualquer religiosa entusiasmada aí! Não é verdade! Eu quero ser como Jesus, e é difícil! >.<'
Bom, acho que falei muito, né? Só mais uma coisa e acho que é muito importante. Disso tudo e da minha vida eu tenho aprendido, cada dia mais, o quanto D'us nos ama e é misericordioso, todavia, deixamos escapar a chance que ele nos dá, todos os dias ao amanhecer, como se fosse uma pequena luz do sol que, quando fechamos a mão para guardá-la, escapa por entre os dedos... Vigiemos e nos preparemos, porque Jesus vai voltar e eu quero ir com Ele. Você quer?


Obrigada e Have Fun!

domingo, 16 de maio de 2010

Não sinta-se em casa!

Quando a pessoa está em coma, ela pode ouvir e sentir as coisas, entretanto e de certa forma, ela está inconsciente. Isso é o que tem acontecido com muitas pessoas que se dizem "cristãs". Muitas meeeesmo! Elas sentem mas não vêem!
Semana passada fui a um show da Oficina G3, não porque eu goste, mas pra sair com meus amigos. Pra quem não sabe, Oficina G3 é uma banda gospel de rock 'n' roll (ãn? o-o). Sim. Mas então, continuando... Quando cheguei lá, se não soubesse, nem imaginaria que era um show gospel, porque, em um show dito "gospel" as pessoas vão para "adorar" a D'us e mostrar Seu amor e essas coisas, porém, não foi isso o que estavam fazendo. Jogos de luzes e muito rock. Não vou dizer que foi chato, porque foi até legal e eu gosto de rock (não rock pesado, claro!), mas, naquele ambiente as pessoas queriam mais é se mostrar e usaram D'us como pretexto. Eu mesma fui lá para sair com meus amigos, embora eu já teria em mente de como seria (10 reais jogados fora, e olha que eu quase não fui ¬¬'). Me arrependi. Prosseguindo... Quando a tal banda entrou, o vocalista estava com a blusa do seu time (se exibindo! Eu não gosto do flamengo, mas não estou dizendo isso por causa desse meu desgosto), e as pessoas começaram a se comportar como se estivesse em um show do ACDC (pasmem o-o, o show era gospel, se lembram?). Com direito aquele símbolo do rock nas mãos e com o vocalista gritando: "Isso é rock 'n' roll!". Eita, não era pra D'us? Aé... É nesse ponto que começa o nosso assunto de hoje. Os evangélicos não estão NEM AÍ pra D'us. Essa é a grande verdade! As pessoas podem falar que "nãaaao, eu vim pra cá para servir a D'us". Chega a ser uma blasfêmia falar uma coisas dessas. A culpa não é só dessas pessoas, mas das Instituições, ou igrejas, que tem pregado coisas erradas. Esses dias eu li na bíblia Paulo falando que: "Sou um homem livre; não sou escravo de ninguém. Mas eu me fiz escravo de todos a fim de ganhar para Cristo o maior número possível de pessoas. Quando trabalho com os judeus, vivo como judeu a fim de ganhá-los para Cristo. [...] Assim também, quando estou entre os não-judeus, vivo fora da Lei de Moisés a fim de ganhar os não-judeus para Cristo.[...]" (1 Coríntios 9:19-22). Quando Paulo disse isso não é para nós mergulharmos de cabeça nas coisas desse mundo! E sim, para que mostremos que TAMBÉM somos fracos e pecadores, mas Cristo nos libertou! Porém, não é assim que as igrejas tem pregado. Elas trazem o "mundo" pra dentro a fim de "ganhar as pessoas" e se esquecem de não se contaminar. Epá! Mas porque elas se contaminam ao invés de influenciar?? Porque vivem de "fachada". Acreditam que por estarem todo domingo na igreja serão salvas, se esquecendo de que o que realmente vale são as ações. Servir, adorar e louvar a D'us não é ir pra igreja e ficar cantando e orando, é ajudar e amar o próximo, fazer a diferença, pois desse modo, as pessoas vão ver que você é diferente não porque usa roupas estranhas ou fala com sotaque, mas porque Cristo vive em você!
Aquele show, pra mim, foi a gota d'água para que eu percebesse o quanto as pessoas tem se perdido e nem tem se preocupado em achar o caminho de volta! Elas não tem colocado o óleo nas suas lamparinas e quando o Noivo chegar, não vão achar o caminho até Ele e ficarão para trás. É triste. Eu tenho muito medo de me desviar e não encontrar o caminho de volta. Me vigio e mesmo assim, percebo que muitas vezes eu acabo fazendo a coisa errada por puro comodismo. Exatamente! "Comodismo" é a palavra certa para descrever tudo isso que tem acontecido com a igreja! Tem uma música do João Alexandre que diz:
Coração de Pedra

Ali é o lugar ideal pra quem quiser se esconder e ser mais um na multidão
Ali é onde os homens se abraçam mas na hora de pagar o preço, lavam as mãos
Ali é onde todos se encontram mas acabam se perdendo por achar que são invencíveis
Ali não há lugar pra tristeza, pra angústia, pra dor ou pra gemidos inexprimíveis
[...]
Ali ninguém conhece a essência, tão somente a aparência de viver em comunhão
Ali é onde os loucos se entendem, onde os sábios se prendem ao valor da tradição
Um falso paraíso presente, um fanatismo distante, um cristianismo sem direção
Ali é onde todos proíbem, onde todos permitem, onde são assim, nem "SIM" nem "NÃO"

É isso aí o que tem acontecido com as Igrejas. Vamos ficar vigilantes para que não nos contaminemos com as coisas desse mundo, mas façamos a diferença! Como a mesma música diz:

"Que vença, mesmo que haja desavença, todo aquele que repensa na crença da onipresença de Deus
Sejamos coerentes, transparentes, reluzentes, conscientes, todos crentes que somos os filhos seus
Na rua, no trabalho, na escola, na loja, na padaria, no posto, na rodovia, na congregação
Que haja em nós o mesmo sentimento: que Deus habite em nosso coração!"


Obrigada e Have Fun!

sexta-feira, 30 de abril de 2010

Ei, acorda!




Oi Pessoal :D
Só pra começar:
"Não deixem que ninguém engane vocês com conversas tolas, pois é por causa dessas coisas que o castigo de D'us cairá sobre os que não obedecem a Ele. Portanto, não tenham nada a ver com esse tipo de gente. Antigamente vocês viviam na escuridão; mas, agora que pertencem ao Senhor, vocês estão na luz. Por isso vivam como pessoas que pertencem à luz, pois a luz produz uma grande colheita de todo tipo de bondade, honestidade e verdade. Procurem descobrir quais são as coisas que agradam o Senhor. Não participem das coisas sem valor que os outros fazem, coisas que pertencem à escuridão. Pelo contrário, tragam todas essas coisas para a luz. Pois é vergonhoso até falar sobre o que essas pessoas fazem em segredo. E, quando qualquer coisa é trazida para a luz, então a sua verdadeira natureza é revelada. Porque o que é claramente revelado se torna luz."
Efésios 5: 6-14.
Eu estava procurando um versículo para colocar aqui no blog, hoje, então, encontrei esse. Muito bom. Esse versículo me faz lembrar o quanto eu sou fútil e as vezes até hipócrita (e olha que o que eu mais detesto é a hipocrisia). Sim, eu sei, é chocante... me choca também. Mas, se eu escolhi viver ao lado de Cristo, por que eu continuo presa às coisas desse mundo? Por que, muitas vezes, não me comporto como uma pessoa que "unida com Cristo, vive na luz"?
Sabe, às vezes eu nem percebo o quanto consigo me afastar de D'us, pode ser até uma questão de segundos. Eu sei que faço coisas, às vezes, que envergonham a D'us e me envergonham também! Eu não sei vocês, mas, eu agradeço a D'us todos os dias pela sua INFINITA misericórdia, pois, se não fosse por ela, eu estaria muito perdida, aliás, não só eu, mas muita gente!
Alimentamos tanto a nossa carne, que acabamos esquecendo do nosso espírito! O pior de tudo, é saber que estamos errados e insistirmos em seguir o caminho errado. Vocês se lembram da histórinha da Chapéuzinho Vermelho? A mãe dela lhe diz para seguir pelo caminho perto do rio, porque era mais seguro, entretanto, a Chapéuzinho escolheu ir pelo caminho da floresta, porque era mais curto e mais bonito. Tantas coisas nos seduzem, tanto por sua beleza ou até mesmo pelas idéias. Parece tão bom... Mas, vocês se lembram o que acontece com a Chapéuzinho? Ela encontra o Lobo Mau, que, pretende fazer dela seu lanchinho! (Assim com o Mal nos cerca, querendo nos tragar!). E sabe qual o pior? Que essa imprudência da Chapéuzinho, não fez com que APENAS ela sofresse as consequências, a Vovózinha também sofreu! Já imaginou quantas pessoas, nessa nossa farra, de seguir o que é "legal", levamos para o caminho errado conosco?
Viver sem ceder à natureza humana é muito difícil. Paulo já nos dizia isso, aliás, Jesus também sofreu, afinal: "Ele tinha a natureza de D'us, mas não atentou ficar igual a D'us. Pelo contrário, Ele abriu mão de tudo o que era seu e tomou a natureza de servo, tornando-se assim igual aos seres humanos." Filipenses 2:9-7.
Não podemos nos esquecer de que Jesus também foi tentado, mas: "Ele foi humilde e obedeceu a D'us até a morte - morte de cruz. Por isso D'us deu a Jesus a mais alta honra e pôs Nele o nome que é o mais importante de todos os nomes, para que, em homenagem ao nome de Jesus, todas as criaturas no céu, na terra e no mundo dos mortos, caiam de joelhos e declarem abertamente que Jesus Cristo é o Senhor, para a glória de D'us, o Pai." Filipenses 2:8-11.
Jesus escolheu ser TOTALMENTE dependente de D'us e, devemos fazer como Ele. É difícil, mas é necessário, se quisermos viver com Ele na Eternidade. Não estou falando essas coisas porque me considero perfeita, pelo contrário, sou pecadora, mas acho que se eu tenho a oportunidade de saber essas coisas e mudar, outros também merecem isso.
Esse mundo está perdido, são poucos os que se salvam nessa imensidão. Muitos ainda, escolhidos, estão perdidos, mas, na volta de Jesus, todos nos encontraremos, eu acredito assim, pois existem os escolhidos!
Eu acredito que se eu mudar minha vida e ser totalmente dependente de D'us, irei com Cristo, irei com Ele reinar por toda a Eternidade. :)
Não devemos desanimar quando algo de ruim acontece, ou quando alguma pedra surge em nosso caminho. Afinal, o "caminho do rio é mais comprido, mas é mais seguro".
Uma última coisa:
"Você que está dormindo, acorde!
Levante-se da morte, e Cristo o iluminará"
Efésios 5:14.


Obrigada e Have Fun!